segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Despenalizado!

Portugal emancipou-se e com ele todas as mulheres e todos os homens deste país. Hoje o país aprovou a despenalização da interrupção voluntária da gravidez até às 10 semanas, se por opção da mulher, em estabelecimento legal de saúde. A partir de hoje a maternidade é encarada como uma escolha, uma opção consciente e responsável, por oposição à visão redutora do ser humano que encara a sexualidade apenas como um acto animalesco e necessariamente reprodutor.
Melhor assim. Melhor para o país e para a Pessoa Humana.
Bem haja toda a gente.

9 comentários:

Pedro Magalhães disse...

Uma grande vitória, sem dúvida!

ppgdm disse...

Melhor para a pessoa humana só se não tivermos em conta as suas 10 primeiras semanas de vida...

É ocasião para dizer: " A Vida é bela... (mas só para quem tem mais de 10 semanas!)"

Qual o seu conceito de animalesco? pelos vistos não entra dentro de esse seu conceito matar um ser humano, indefeso, desde que dentro das primeiras 10 semanas? Conceito estranho, no minimo!

realmente, debaixo de falsa ideia de modernidade e liberdade escondem-se muitos actos e pensamentos, esses sim animalescos e primitivos.

Anónimo disse...

Faço minhas as palavras do ultimo participante.
Em Roma era legal matarem-se os filhos.
O Pai também tinha direito a escolher.
Qualquer investigação na internet revela que o assassinio de filhos sempre foi comum na historia da humanidade.
Agora não se matam recem nascidos.
Mata-se o feto na barriga da mãe.
Bem vindos ao seculo XXI.
Pergunto-me se os pais que hoje abortarem terão coragem de dizer amanhã aos filhos : Abortei o teu irmão.
Muitos dos que nasceram até hoje com a nova lei já não nascem.

Pedro disse...

Sim, de facto foi uma "grande" vitória... e eu votei =).Abraço pra ti e... não pares por aqui, vais num bom caminho ;).

Anónimo disse...

Não percebo como há mulheres que podem fazer um aborto, é chocante ver as imagens dos proprios filhos desmembrados e tão pequenos...
Cada mulher que aborta deve por-se na situação do bébé que não teve culpa da irresponsabilidade da mãe...
Isto acontece porque os pais, cada vez mais, dão muita liberdade as filhas e aos filhos!
Em vez de abortarem pensem antes em prevenir essa situação. A famosa keka não val uma vida...
E em vez de serem os bébés a morrerem deviam ser as mães!!!!
Pensem bem se val apena...

Diαbo de Sαiα disse...

Talvez essa questão esteja ligada diretamente à hipocrisia e à falsa ordem que as Leis e Governos tentam nos dar!

Sabem que o aborto acontece, porém, o tornam crime pelo falso e nefasto dito "amor a vida". Parabens pelo levantamento dos dados. Me seria uma honra a sua leitura sobre o meu post do tema.

Bom final de semana

Carlos Eduardo Maculan disse...

Pelo direito de decidir!
Carlos Eduardo Maculan

Anónimo disse...

Olá!
Senti-me tentado a postar a minha opinião pessoal após ter entrado neste blogue.
Bem, para os fúteis foi sem dúvida uma grande vitória. É engraçado como se fala que já é tempo de acabar coma perseguição ás mulheres, e se fala do livre direito de tirar uma vida de uma maneira tão leviana. Mas é mais ridículo ainda, cada vez que penso que as pessoas abominam de uma maneira tão violenta por exemplo aquele tipo de pedófilos por amarem (sim AMAREM!!!!) uma criança! Acham que estes são uns monstros!! Se eles são monstros então eu agora pergunto á pessoa dona deste blogue, o que são as mulheres que fazem o aborto? Porque se compararmos estas duas situações, o que eu vejo num caso de pedofilia é um adulto que ama uma criança (lá á sua maneira, mas gosta dela sim!) ao passo que, no caso de aborto é uma mãe assassina que MATA o seu próprio feto, o seu próprio filho…indefeso….que não tem culpa nenhuma!!!! O que faz do aborto um caso BEM PIOR de facto!!!!!!....Incomparavelmente pior!!
Quer dizer, no fundo não me surpreende nada disto pois, até pelos resultados deste referendo, parece que a ignorância, a burrice é muito comum nos humanos que muito gostam de julgar os outros quando me deparo com um post a favor de um dos crimes mais hediondos que se podem cometer!! E com o próprio filho ainda por cima!! Sinceramente!....Lamentável!!....

Sabrina disse...

Eu me pergunto o que se passa na cabeça desses seres anônimos que perdem tempo pra se oporem a um DIREITO da mulher. Sério, o que vocês imaginam, um feto feitinho de 9 meses sendo abortado? Em muitos dos casos de aborto, o feto nem cérebro tem ainda. Uma mulher fazendo sexo sem camisinha todos os dias e fazendo aborto sem cessar? O aborto é só uma medida de emergência, na qual a mulher sofre abalos físicos e psicológicos, e, por esse motivo, ele não é realizado com tanta frequência, e cabe a sociedade dar todo o apoio a ela, evitando, assim, as mortes de mães por negligência do Estado. Ah, isso, claro acompanhado de uma boa educação sexual, e divulgação de métodos contraceptivos.
Tenho uma imensa curiosidade de saber o que move vocês. Tenho certeza que, em 99% dos casos, é tudo baseado na religião, e 100% na emoção, mas não é assim que se pensa em uma realidade como a nossa. Muitos estudos já comprovaram que abortar não é necessariamente tirar uma vida. E outra, o que é melhor: um feto que nem sequer existe direito sendo poupado de uma vida dolorosa por negligência dos pais e do restante da sociedade (e aqui entram vocês, que são contra o aborto: porque perdem tanto tempo em criticar quando vocês nunca fazem nada em prol de crianças abandonadas?) ou mais uma criança no mundo catando comida de lixo?
Ah. não é possível que o brasileiro tenha a mente tão atrasada. A merda começa com vocês, e se reflete na atual situação do cotidiano brasileiro. Como podem acreditar em religião quando vocês têm um iPod nas mãos?

E só pra constar: aborto é direito da mulher e é sinônimo de qualidade de vida. Digo isso porque os países desenvolvidos têm a legalidade do aborto.