segunda-feira, novembro 13, 2006

A criminalização do aborto é pró-vida?


Quando é que começamos a chamar as pessoas defensoras da criminalização da IVG de pró-prisão? Que é efectivamente o que são. [afirma-se no blogue «Renas e Veados»]

2 comentários:

Anónimo disse...

E quais são as razões para que uma mulher seja levada a abortar? Porque o Estado falta às suas responsabilidades: baixa qualificação das mulheres que as leva a serem dependentes, condições económicas baixas, ignorância quanto a meios contraceptivos, etc. Quando é que vamos ter apoio às mulheres e às famílias carenciadas? Quando? Este "sim" é um óptimo meio de ignorar as verdadeiras razões que levam as mulheres a abortarem. Duvido que queram abortar se tiverem condições para cuidar dos filhos.

Fábio Salgado disse...

Desse paternalismo não precisarão as mulheres...
A verdade é que as há qualificadas e as que não... Claro que têm que ser dadas condições a qualquer mulher que queira ter um filho.
Mas essa frase final foi gira: "Duvido que queiram abortar se tiverem condições para cuidar dos filhos."
Mas na dúvida, prende-se!
É tão fácil assim ao longe, não é?